Sobreviventes de cancro da mama têm maior risco de desenvolver diabetes

26 de Agosto, 2022

Após 10 anos do diagnóstico do cancro da mama, as mulheres apresentam um risco de 20 % de desenvolver diabetes, comprovando-se uma associação entre a resistência à insulina e a incidência do cancro da mama.

Este risco elevado desenvolve-se devido aos malefícios que as células cancerígenas provocam na produção de insulina. As doentes com cancro da mama produzem, portanto, níveis mais elevados de açúcar. O risco aumenta nas sobreviventes de cancro da mama, após 10 anos do diagnóstico.

Também já foi comprovado que as mulheres com diabetes apresentam um risco 20 a 27 % maior de desenvolverem cancro da mama.